voyeur

terça-feira, 10 de outubro de 2017

meninices

nos meus muitos brinquedos
de menina
capturei eternidades
instantâneas
do quintal
das mangueiras
dos peixinhos do riacho
que me demoram envelhecer
fui,
nas diversas janas que fui,
feliz.
corrivoeicaípuleijoguei
e mais sorri
tatuei brincar na alma

e ela ficou travessa.

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Do que é feita minha poesia

muitas ganas de Hilda
rasgam
nos barros
meus
de manueis vários.
cortam
me
campos augustos,
haroldos,
muita vez
pessoo-me tanto
em tantas
andradinas
pessoas,
outras.
pluralizo
rosáceas dores,
clariceanos amores.
quem sou
que não me sou?
em vários mins
todos
hão
de ter sido.